A dor de desmontar a casa por falecimento de um ente querido

Compartilhe:

Ao perder um ente querido sabemos que a primeira decisão que devemos tomar é desmontar o guarda roupa, closet ou até a casa onde ele viveu muitas vezes a vida inteira onde estão os objetos pessoais.

Apesar de sabermos disso vamos protelando para tomar essa decisão, até que chega uma hora que percebemos que não dá mais para adiar, mas como criar coragem para enfrentar essa situação? Podemos pedir ajuda de parentes, mas nem sempre é a melhor solução pois essas pessoas também estão envolvidas emocionalmente ou muitas vezes não temos a quem pedir ajuda.

O ideal é chamar uma pessoa que não tenha nenhum vínculo afetivo com a situação, mas ao mesmo tempo tenham a sensibilidade para entender a situação e os seus sentimentos.

Por termos passado, por situações iguais, como a perda de nossa mãe, pai, uma tia muito querida ou mesmo um amigo que era muito mais do que isso.

Nós da Help, passamos a nos especializar em ajudar as pessoas nessa hora tão difícil.

Entendemos que haverá momentos que você poderá começar a chorar ou até mesmo não querer mexer em determinados objetos ou dizer vamos parar por hoje que não consigo mais.

Pode até acontecer, como já aconteceu em alguns casos que trabalhamos que você poderá dizer nesse cômodo eu não quero nem entrar e nos peça para fazermos a triagem sozinhas e depois somente verá o que foi separado e decidirá o que fazer com cada objeto.

Quando chegar ao final perceberá que tudo ficou mais leve e se terá a sensação de dever cumprido sem tanto sofrimento.

Essa situação acontece também não só quando temos que desmontar a casa toda como também é só um guarda roupa onde estavam os objetos pessoais de nosso ente querido.

Para esse processo pode sempre contar com a equipe da Help.

Compartilhe:
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *