A HORA DA VERDADE

Compartilhe:

Muito se fala quanto à forma de se armazenar itens.

Da rouparia pessoal aos utensilios do jardim, existem dicas incríveis sobre como guardar as nossas coisas.
Mas apenas três pilares sustentam uma organização duradoura e eficaz, afastando o pesadelo do armário que ficou perfeito, mas durou apenas uns dias após a grande arrumação (com ou sem personal organizer/ assistant).
Esses três fatores são “a” verdade que muitos não levam em consideração na hora de colocar e manter a casa em ordem:
.

1. Espaço

Não tem jeito. Se o armário for pequeno e a grana idem para mudar de casa ou comprar outro guarda roupas, advinhe?
Triar, vender e doar os itens excedentes. É a única saída.
Sem espaço, não há dobra perfeita ou cabide adequado que resista ao dia a dia.
.

2. Tempo

Caso você não se planeje um tempo diário para retocar a ordem da casa, rapidamente tudo se acumula e o desânimo dará as caras e com ele a bagunça reinará.
Nada melhor pra bagunça do que o desânimo e a falta de tempo de uma rotina diária, para o tão conhecido “cada coisa em seu lugar”.
Alguns minutos diários, rotineiros, trarão raízes para a santa ordem em seu lar.
.

3. Consciência para o consumo

Ok, você diminuiu os itens, repassou os armários, cada coisa tem mesmo o seu lugar.
Todas as lições foram bem feitas. Que gracinha!
Mas, algum tempo depois, você esquece que colocou as finanças em ordem. Esquece que tem sapato para tudo e acessórios idem.
E, esquece também, das cinco calças jeans lindas que estão no armário ou que não precisa de mais um conjunto de copos.
Acumular é comprar sem consciência.
Então, cuidado.
“Preciso” e “Posso Pagar” são as palavras power para te ajudar a vencer a fúria consumista.
Então, se a peça for imperdível e há dinheiro para pagar, lance mão do poder do grande “D”: doe algum item da mesma categoria e abra espaço no armário e no seu coração.

Essas são dicas simples e valiosas.
Use-as, simplifique e ganhe o prazer de dizer: eu sou organizada!
E, se precisar, já sabe, peça um help pra Help e boa sorte!
.
Graça Seleghin
Compartilhe:
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *