Personal assistant dá jeito na bagunça da casa e do trabalho

Compartilhe:
Share

Portfólio de serviços inclui desde a organização de pequenos eventos e confraternizações até a arrumações de closets

Fonte: Correio Popular – Por Sheila Vieira

Satisfeita com a arrumação dos armários da clínica onde trabalha, a fonoaudióloga Silvana Bortoncello, de 37 anos, resolveu contratar os préstimos da Help Personal Assistant Campinas para solucionar a “bagunça” no escritório da família repleto de papéis e pastas que deveriam ser acomodados em dois armários com seis portas. As profissionais também propuseram uma nova disposição para o computador, tornando o ambiente mais bonito e funcional.

Em uma tarde de trabalho, Flávia Benetton e Mônica Monetta idealizaram uma forma organizada de utilização do espaço ao preço de R$ 40,00 a hora. “O antes e o depois comprovam a organização do escritório e a proposta de uma forma mais prática de encontrar aquilo que procuramos”, diz satisfeita Silvana, que é casada e mãe de um menino de 2 anos. A falta de tempo e o fato de o marido, que é nutricionista animal, costumeiramente usar o espaço para trabalhar em casa, facilitaram a desorganização do ambiente que vinha sendo utilizado há três anos. “A Help nos ensinou a utilizar de forma racional o escritório em casa, otimizando o espaço”, garante.

Amigas de longa data, a publicitária Flávia, que já atuou na profissão fora da País, e a psicóloga Mônica, ambas de 46 anos, chegam a atender até dois clientes por dia porque a organização demanda tempo. E antes de qualquer coisa é preciso diagnosticar a melhor maneira de atender às expectativas do contratante, seja ele pessoa física ou empresa. Elas trouxeram para Campinas o conceito estabelecido em São Paulo, onde a Help Personal Assistant foi criada por Heloisa Lúcia Sundfeld, que é professora, esposa, dona de casa e idealizou a Help Personal Assistant em 2002, após observar a vida agitada das pessoas, o que incluía a vida dos filhos.

O portfólio de serviços oferecidos é bastante diversificado e nas empresas pode incluir desde a organização de pequenos eventos e confraternizações, transporte e recepção de visi-tantes; acomodação de famílias que se mudam para a região; treinamento de recepcionistas e secretárias; e organização de arquivo morto. Para quem é dona de casa e não tem tempo, a empresa auxilia a organização de mudanças residenciais, consultoria em decoração e em reformas residenciais, organização e arrumação de closets, armários, arquivos pessoas e até malas. Elas também acompanham idosos e crianças em passeios e viagens, fazem compras em supermercado, cuidam de pets ou da casa enquanto o cliente viaja, organizam chá bar, chá de cozinha e chá de bebê e colocam a geladeira em ordem.

Flávia conta que 80% das contratações são feitas por mulheres, e a solicitação mais comum é a arrumação de armários. “As pessoas convivem com a bagunça até que a situação atinja níveis críticos e elas passam a não saber mais o que fazer”, diz a personal assistant, que relata que a arrumação de um cômodo acaba incentivando os moradores a colocar outros ambientes e armários em ordem.

Um dos maiores desafios para a dupla de personal assistant é tornar os armários o mais prático possível. Por uma questão, diga-se cultural, o brasileiro é apegado ou simplesmente gosta de guardar papéis e objetos que poderiam ser descartados. Agendas velhas, revistas, recibos que já caducaram lotam gavetas, pastas e armários. “Em média 30% dos papéis podem ser descartados”, diz Flávia, que utiliza uma lista para checar o que deve ou não ser jogado fora, como apólices de seguros com mais de um ano ou multas pagas até a data do novo licenciamento, o que as torna invalidadas. Comprovante de pagamento de água, luz e telefone tam-bém devem ser avaliados.

Arrumar o guarda-roupa ou armário por categoria de atividade facilita a escolha das peças e a principal vantagem nesse caso é o ganho de tempo. “Não existe bagunça organizada”, alerta a personal, refutando a idéia de que se acostuma com a bagunça em um armário. Por ser uma atividade relativamente nova no mercado de Campinas, por conta de a Help Assistant entrar em operação no final do ano passado na cidade, Flávia conta que as contratações são feitas principalmente por indicação.

Heloisa, atua no segmento há seis anos e relata que não existe um aumento sazonal na contratação dos serviços, mas um decréscimo durante o período de férias escolares.

Em Campinas, a Help Personal Assistant realiza uma assessoria semanal em uma clínica do Jardim Paineiras, onde seis secretárias auxiliam oito médicos. Flávia conta que o trabalho foi iniciado em janeiro e o contrato está previsto até maio. Nesse intervalo de tempo, a dupla vem auxiliando o trabalho das secretárias, que não conseguiam arranjar tempo para organizar os arquivos da clínica. “Faltavam rotina de trabalho, padronização dos arquivos e liderança na equipe”, ensina a personal, que também detectou a necessidade de contratação de mais uma funcionária no quadro da clínica. Além dos armários, as personal assistant foram encarregadas de solucionar pequenos serviços de manutenção do local.

“O potencial do mercado de Campinas é enorme pela quantidade de clínicas e consultórios”, finaliza Flávia. A falta de tempo das pessoas, cada vez mais atarefadas e donas de casa acumulando funções, gera outro nicho promissor.

Compartilhe:
Share
1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *