Casando as Contas!

Compartilhe:

Logo após o casamento, na vida do casal começam a surgir muitos detalhes, que normalmente não pensavam durante o namoro e o noivado.

É no dia a dia que perceberão o valor da organização das contas que chegam: não só aquelas que assumiram para o casamento, mas também as rotineiras de qualquer casa.

©Freepik
Para começar a ordenar esses compromissos, sugiro comprar uma pasta follow up (pode ser pequena), com divisórias de datas, ideais para catalogar as contas de acordo com o vencimento das mesmas. Assim, o hábito de colocar as contas todas no mesmo local se instala, evitarando que alguma desapareça dentro de uma gaveta, por exemplo.
Tomada essa primeira providência organizacional, o casal deve planejar quais as contas que cada um pagará, bem como se é  necessário mudar o vencimento de algum pagamento. Isso minimiza o risco do não pagamento, porque  é muito comum um achar que o outro vai pagar e no fim a luz, por exemplo, é cortada porque ninguém se lembrou de quitá-la.
Sugerimos que essa divisão leve em conta o rendimento de cada um, ficando o montante maior para quem ganha mais, claro.
Existem as contas como celular, barbeiro/cabeleireiro entre outras que são consideradas pessoais. Para essas vale a máxima “cada um paga a sua”.
É muito positivo a médio  e longo prazo, que o casal reserve, mensalmente, um valor fixo a fim de se formar uma reserva que os salvará das dívidas, em uma eventualidade.
Para ajudar criamos uma tabela com as despesas mensais mais comuns, mas que deve ser adaptada para cada casal.

Boa sorte!

Compartilhe:
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *