Saindo de Férias

Compartilhe:
Share

Fonte: Portal Feminino

Viagem tranqüila começa com mala bem feita

Final de ano é época de acúmulo de tarefas: é preciso lembrar de presentes para familiares, preparativos para as festas, todas as questões relacionadas ao 13º salário e, além de tudo, há o planejamento e a preparação para as férias com a família e viagens com os amigos.

Com tantas questões em mente, muitas consideradas de menor importância acabam ficando para a última hora. Geralmente, a bagagem de férias se encontra nessa situação. “Quando planejamos com antecedência, corremos menos riscos de esquecer alguma coisa, o que normalmente acontece quando deixamos para preparar a mala no próprio dia da viagem”, alerta Heloísa Lúcia Sundfeld, da Help Personal Assistant.

Quem deixa a arrumação da mala para o último minuto acaba deixando para trás os itens mais básicos. “Já vi pessoas esquecerem de tudo: cuecas, camisa, mas acho que o mais comum é escova e pasta de dente”, afirma a especialista.

O que não pode faltar na mala

O primeiro fator a ser considerado para definir o que é indispensável na mala é o destino do passeio. “Os itens que não podem faltar têm certa relação com o local para onde vamos, mas alguns são básicos para qualquer viagem, por exemplo: protetor solar, pasta e escova dental, desodorante, xampu, condicionador, sabonete e pente/escova de cabelo. Para o homem, espuma e aparelho de barba”, orienta Heloísa.

Quando a questão são roupas, o tipo de viagem (lazer ou negócios), o clima, a localidade, se vai ficar em hotel ou na casa de alguém, tudo deve ser colocado na balança na hora de definir o que entra na bagagem. “Se a viagem for de navio, será necessário levar uma quantidade maior de roupas, não podendo esquecer um traje mais social, pois existem sempre ocasiões que pedem esse tipo de vestimenta”, afirma a especialista.

Outro elemento essencial no momento de arrumar as malas: bom senso. “Se não usarmos nosso bom senso iremos, por exemplo, para o Nordeste em pleno verão levando um casaco grosso de lã. As roupas escolhidas deverão estar sempre de acordo com a temperatura que iremos encontrar no local para onde vamos, o que não impede de levarmos um casaquinho e um biquíni, mesmo que teoricamente não faça sentido”, diz a personal assistant.

Como organizar itens dentro da mala de viagem

Tão importante quanto definir o que levar na mala é saber como arrumar os itens no pouco espaço disponível. Usar a experiência adquirida em viagens passadas é interessante. “Tenha sempre, dentro da mala que você costuma usar, uma lista com os itens básicos para uma viagem. Vá colocando tudo o que você pretende levar sobre a cama e depois faça a seleção do que realmente é necessário. Desse modo, será possível ver que sempre separamos mais do que é preciso”, diz Heloísa Sundfeld, que dá mais dicas:

– Sapatos e tudo o que é pesado devem ficar no fundo da mala;
– Os vãos que sempre ficam podem ser preenchidos por peças que não amassem, como meias, cintos e outras;
– Em seguida, devem ser colocadas as peças que amassam menos, como calças jeans e assim por diante, até chegar às peças que são mais delicadas e, portanto, amassam mais.

“O grande segredo é ir colocando as peças de modo que fiquem o mais planas possível. Quanto mais reta a mala estiver menos as roupas ficarão amassadas. Outro detalhe é sempre fechar os elásticos, que são a proteção para roupa não sair do lugar, para isso antes de começar a colocar as peças na mala prenda as duas partes do elástico por fora”, completa a especialista.

Viagem planejada permite mala objetiva

Existem opções de roupas que podem ser usadas em qualquer ocasião. São as chamadas peças coringas, que não podem ficar de fora da mala. ”São elas: uma calça jeans, uma blusa fina ou camisa e uma bonita sandália ou sapato social. A peça coringa é aquela com a qual você estará sempre bem vestida no caso de aparecer um programa que exija uma roupa mais social. Essa sugestão, porém, não se aplica a um evento no qual seja necessário traje a rigor”, diz Heloísa.

Mas, se por um lado é importante pensar de maneira abrangente, levando itens que sirvam para qualquer situação, por outro, saber exatamente como será a viagem permite que a bagagem seja menor e mais eficiente. “Quando vamos a um resort ou para um cruzeiro, por exemplo, temos como saber a programação do período o que nos dá a noção exata do que devemos levar”, orienta Heloísa.

Compartilhe:
Share
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *