Um canudinho te salva de um ataque de nervos, sabia?

Compartilhe:

©Freepik
Guarde suas bijoux e correntinhas finas, sem nó ou embaraço, simplesmente passando-as por dentro de um canudinho e lacrando o fecho.
Genial, baratinho e funciona.
Compartilhe:

Tarefas e Lições

Compartilhe:
©Freepik
Sendo você uma pessoa atarefada com afazeres domésticos ou um estudante às voltas com lições a fazer e estudar, o conselho é o mesmo: quando o bicho pega e tudo se avoluma, busque primeiro a ação e depois “aquela” sentadinha no sofá.
Ou em termos modernos, primeiro dê conta do recado e mergulhe nas redes sociais depois.
Use sua energia no que demanda esforço físico e mente alerta, antes de, digamos, esfriar o sangue.
Assim, a pilha de louça facilmente será vencida e as lições a estudar darão mais frutos.
Se tem algo a fazer e esse algo for grande ou chatinho, não deixe para depois. Encare logo o desafio.
Relax sempre vem depois do esforço. O contrário, chama-se desculpa.
Arregace as mangas e boa sorte… incorporando esse conceito organizacional a sua rotina, também.
Compartilhe:

Rapidinha de Segunda: foco!

Compartilhe:

Foco não se trata de traçar uma linha reta, mas organizar os passos para vencer as diferenças do relevo… e chegar lá!

Graça Seleghin
.
É isso!
Foco tem mais a ver com adaptação e ação do que um planejamento rígido que certamente irá se ressentir e fracassar com o próprio movimento incerto e surpreendente da vida.
Uma meta não é alcançada com rigidez nos passos a seguir, mas na habilidade de saber saltar, pisar de mansinho e mesmo parar quando preciso.
Planejar para alcançar uma meta, nada mais é do que fazer manutenções constantes na rota, sem perder-se do destino.
Foco na meta, adaptação aos caminhos: essa fórmula dá certo!
Boa sorte e viva o seu momento.
E, já sabe, se os seus planejamentos precisarem e um ajuste, chame a Help!

www.personalassistant.com.br

Compartilhe:

Dia Mundial da Água

Compartilhe:
Em pleno Dia Mundial da Água, lembremos que racionar é uma medida extrema contra a falta de respeito e o excesso de consumo. Harmonia e equilíbrio é o que a água do planeta espera de nós.
Repense seus hábitos.
Pesquise novas formas para o uso da água em sua casa, empresa, escola, condomínio.
Mude.
Dia Mundial da Água, racione o desperdício.
Compartilhe:

Cozinha de final de semana tem que ser prática. Viu, Cláudia?!

Compartilhe:

http://www.freepik.com”>Designed by Kstudio / Freepik
Compartilhe:

Entrevistando numa boa.

Compartilhe:

Seguem algumas dicas para um roteiro simples para contratação de um empregado doméstico, buscando informações que lhe garantam saber se a pessoa entevistada se harmonizará com o perfil da casa e da rotina familiar de quem contrata.

Confira!

1.
Coloque no papel, o apanhado de todas as tarefas, hábitos e regras da casa. Isso evita saia justas tais como o radinho plugado numa rádio sertaneja dentro de uma família que não curte esse estilo. Ou ainda contratar alguém que cozinha bem fritando e salgando demais, numa família que curte assados, grelhados e uma comida mais saudável.
Parece besteira, mas tudo isso pesa, e muito, depois de um tempo.

2.
Escreva, também, o horário de entrada e saída, bem como previsão de folgas, benefícios e o salário. Tenha isso bem claro. De nada adianta contratar alguém pra chegar as oito da manhã no serviço, se terá que sair as cinco da matina de casa. Com o tempo, o cansaço irá interferir na produtividade; é humano. Idem para a relação de expectativa entre o salário pretendido e o oferecido.

3.
Peça, sempre, referências e faça checagem com os empregadores anteriores. Pergunte sobre detalhes que podem aparecer bem depois e lhe desagradar, tais como atrasos frequentes, resistência para executar ordens ou dificuldade para anotar recados de forma clara. Numa casa de profissionais liberais, por exemplo, é fundamental um empregado que seja flexível, pontual e se comunique bem.

4.
Se houver animais, criança ou idoso na casa, deixe claro qual o tipo de cuidado necessário e verifique se a pessoa já expressa algum desconforto logo na entrevista.

5.
Caso haja interesse real na contratação de um entrevistado, além de buscar um contador de confiança, faça um contrato de trabalho simples e direto, peça atestado de antecedentes criminais e pague por um exame admissional feito numa clínica especializada.
Isso irá poupar muita dor de cabeça na outra ponta do contrato: a demissão.
Caso tenha alguma dúvida ou queira uma orientação mais personalizada use o whatsap ou deixe aqui seu comentário. Teremos prazer em ajudar você!
Boa sorte!

.

Graça Seleghin

Compartilhe: